gay paris

Le Marais

Paris está cheio de tesouros, mas o Marais é uma das jóias mais preciosas da Cidade das Luzes. Este bairro inclui os “arrondissements” 3 e 4, e converteu-se num dos mais populares de Paris. No entanto estava bem longe de ser considerado como tal, quando a comunidade gay estabeleceu alí a sua fortaleza a finais dos anos 70.

Aproveite os transportes públicos: as ruas estreitas não são ideais para circular de automóvel. Desça nas saídas de metro de Saint-Paul, Hôtel de Ville, Rambuteau, ou Arts et Métiers. Realmente é indiferente porque o Marais é um bairro no qual se pode passear sem stresses. Deixe de lado o seu mapa e o seu smartphone,  e perda-se um pouco, deixe-se guiar pelo labirinto que as ruas medievais criam e desfrute da sua arquitectura atemporal.

Passeando pelas ruas, pode que chegue a duvidar se ainda está em Paris. O bairro é uma escapatória à constante efervescência de Paris, uma verdadeira lufada de ar fresco. O Marais tem um ambiente cosmopolita palpável, onde nos podemos sentir muito à vontade. A comunidade gay mistura-se com a comunidade judaica, assim como com os artistas locais, que têm alí uma forte presença. O bairro é muito animado. Dê-se um capricho e vá um pouco às compras, até o mais fashionista acabará encantado. A zona oferece uma variedade de boutiques especializadas, marcas de luxo e lojas de segunda mano. Os mais exigentes, terão a certeza de encontrar o que procuram no BHV (36, rue de la Verrerie 4ème) onde tudo o que é necessário para o guarda-roupa de um homem se encontra distribuído pelos seus  4 andares.

Depois dê um passeio a pé pelas ínumeras galerías de arte situadas no bairro do Marais. Os muros são autênticas telas para artistas.Para se alimentar, um grande número de restaurantes farão as delicias de todos os paladares e de todas as bolsas.

À procura de um pouco de originalidade? Vá descobrir o sugestivo «DSK» um hamburguer especial de Tata Burger (54, rue Sainte-Croix de la Bretonnerie, 4ème). Ou se gosta de ver os rapazes a passear pela rua, então dirija-se a Des Gars Dans la Cuisine (72, rue Vieille du Temple, 3ème), onde o Gil e o Jean-Jacques estarão encantados em dar-lhe as boas-vindas ao seu restaurante. Com o estômago cheio, termine as compras com alguma «roupa interior sexy» nos Les Dessous d'Apollon (8, rue de Moussy, 4ème). Alí encontrará todas as suas marcas favoritas de Andrew Christian a Garçon Français.

Bem-vindos ao Marais

Agora é o momento de sumergirse na vida nocturna que o Marais tem para oferecer, onde os bares nunca mais acabam. Para um aperitivo, comece num dos muitos bares de vinhos, como o Barav (6 Rue Charles-François Dupuis, 3ème). Para continuar a aventura, vá ao Cox, um pilar do Marais, ou ao Open Café durante a happy hour. Mas não espere encontrar onde se sentar!

Continue a soirée no RAIDD bar (23 Rue du Temple, 4ème), onde o duche e os seus artistas fizeram reputação. Para um prazer visual ao máximo, vá uma 5ª feira, que é quando os rapazes mantêm a roupa interior molhada toda a noite. Mas atenção, só de pode tocar com os olhos.Se estás mais virado para o canto, dirija-se a L'Enchanteur (15 rue Michel le Comte) que propõe umas noites de karaoke bem conviviais. Para os que preferem ser espectadores, o Spyce (23 rue Sainte Croix de la Bretonnerie) propõe uma noite de cabaret estilo burlesque todas as 4ªs feiras à noite.

Quando esteja recuperado da noite de festa, vá ao Marché des Enfants Rouges (rue de Bretagne), o mercado mais antigo de comida ao ar livre em Paris. É a melhor ocasião para o brunch, uma actividade muito popular entre os parisienses. L'estaminet des enfants rouges (39 rue de Bretagne, 3ème) no centro do mercado,  dá a impressão de estar-se numa pequena aldeia, é uma mudança definitiva de cenário. Se o ambiente fôr demasiado hipster, está o Dôme du Marais (53 bis rue des Francs-Bourgeois, 4ème) conhecido pela sua incrível decoração, ou o Who’s (14 rue Saint Merri). Reservas recomendadas!

Para finalizar o fim de semana com uma nota cultural, aproveite o Marais histórico. O Museo Carnavalet (23 rue de Sévigné) narra a historia de Paris. O Museu Picasso está finalmente reaberto. Visite também a Place des Vosges com as suas dimensões perfeitas e os seus jardins exuberantes que atraem os habitantes em massa nos dias de sol. Tire a camisa, faça uma sesta, e retome energias para a noite.

ETIQUETAS
  • COMMERCIAL YOUNG
  • PROFESSIONALS
  • CHIC
  • STUDENTS
  • VIBRANT
  • SHOPPER'S PARADISE

 

  • BOHEMIAN
  • EASY COMMUTE
  • ARTSY
  • LUXURY
  • PRICEY
  • HISTORIC
  • HIP

Reservar a sua próxima estadia

Locais gay

Join the gay travel Community

E pode ganhar crédito de viagem misterb&b de $200