out.
28
2017

Host story Philadelphia: Um companheiro de quarto por um ou dois dias
28 out. 2017
por Saverio

Host story Philadelphia: Um companheiro de quarto por um ou dois dias

O Mike conta-nos sobre a sua experiência como anfitrião em Filadélfia. Dito nas suas palavras: abre-se a porta a um estranho e ele vai-se embora como um amigo. Partilhar café ao pequeno-almoço, tagarelar com umas bebidas e uma refeição quente ao jantar... não demora muito a fazer novos amigos com o misterb&b.  

 

Como é ser anfitrião para a comunidade gay?

Receber membros da comunidade gay, para mim, veio adicionar um grau de conforto à experiência. Conhecer um completo estranho e ficar com ele na minha casa parece mais natural quando sei que tenho mais em comum com ele, pelo menos a um nível. Receber outros membros da comunidade gay também me ajuda a sentir mais ligado à experiência em geral.

 

Gosta de passar tempo com os seus hóspedes?

Sim, quando é possível. Eu dou valor ao meu tempo e à minha privacidade, tal como à dos meus hóspedes, mas quando os horários coincidem é recompensador ficar a conhecer melhor os hóspedes, e o mundo torna-se mais pequeno. Muitas pessoas têm mais a oferecer e a partilhar do que apenas espaço. Eu aprendi imenso graças às conversas interessantes e inesperadas que tive com hóspedes.

 

Que pessoas interessantes ficaram cá consigo?  

Até agora, todos foram interessantes à sua maneira, mas ao mesmo tempo, e felizmente, todos foram também bastante normais. Já tive vários hóspedes agradáveis, que tinham objetivos interessantes para a sua visita e estadia aqui. Desde itinerários históricos e turísticos típicos, ou eventos específicos como concertos com o maior órgão do mundo no edifício Wanamaker ou o passeio anual de bicicleta sem roupas, o Philly Naked Bike Ride! Ou então, podem apenas querer relaxar e desfrutar de um ambiente na casa em que as roupas são opcionais. Eu fico sempre surpreendido com os motivos dos hóspedes e, frequentemente, até acho engraçada a paixão que têm por eles!

 

Quais são as principais coisas que os seus hóspedes gostam de fazer na sua cidade? 

Filadélfia tem tanto para oferecer. Para além dos locais históricos mais populares e significativos, temos uma oferta de arte e instituições culturais com que poucas cidades podem rivalizar. Os nossos incontáveis museus de arte são de nível mundial e únicos. Um bairro de teatros pujante coincide com um bairro gay animado, que a cidade marca claramente com placas de rua com arcos-íris! Além disso, eventos culturais como o maior festival de flores do mundo (o Philadelphia Flower Show) ou concertos de verão ganham atenção a nível nacional. Em Filadélfia, é fácil orientarmo-nos e a cidade é boa para caminhar, é amigável e bonita.

 

 

Qual é a sua melhor recordação de um hóspede?

Essa é difícil, mas até agora posso dizer que tive alguns que passei a considerar amigos quando se foram embora. A partilha de histórias e experiências, e por vezes sair e passar tempo juntos, proporcionou um grande início para algumas amizades.

 

O que é que aprendeu desde que é anfitrião? 

Aprendi como ser anfitrião pode ser agradável, o que foi uma surpresa para mim. Ser anfitrião era algo novo para mim antes do misterb&b e nunca esperei gostar tanto disto. Aprendi que a maioria das pessoas gosta de estabelecer ligações a um nível básico para além de viajar, o que é algo que um hotel impessoal não oferece. Simplesmente conversar um pouco durante o café da manhã, ou conversar ao fim da noite enquanto partilhamos uma bebida ou uma refeição, por vezes pode ter um impacto tão positivo para ambos numa visita. 

 

Mantém contacto com os seus hóspedes depois de se terem ido embora?  

Por vezes, mas isso não é uma coisa que eu espero que aconteça. Já enviei e recebi algumas mensagens dos meus novos amigos, dando continuidade a conversas que iniciámos durante a estadia deles. É sempre bom saber que chegaram a casa em segurança quando os esperava uma longa viagem de regresso. 

 

Qual é a coisa mais simpática que um hóspede já fez por si? Eles alguma vez trazem presentes? 

Alguns hóspedes foram tão simpáticos! Já chegaram casais com uma oferta para a casa, grãos de café gourmet, ou uma garrafa de vodka. Alguns ofereceram-se para levar-me a jantar em troca da comida que lhes ofereci ou da volta pela vizinhança que dei com eles. Uma memória favorita foi uma incrível e muito necessária massagem, dada por um hóspede muito talentoso. Foi celestial.

 

O que define um hóspede perfeito - ou anfitrião?

Eu acho que ambos devem ser amigáveis e atenciosos um com o outro. Um hóspede ou um anfitrião perfeitos devem respeitar o espaço e tempo um do outro, ao mesmo tempo que tornam a visita mais agradável, sempre que for possível. Trata-se uma relação bilateral, e o que se espera é consigamos sempre criar ligações uns com os outros. O meu perfil convida o viajante a “ser o meu colega de quarto por um dia ou dois”, não apenas um estranho na minha casa!

 

 

Vai a Filadélfia? Veja o anúncio de Mike no misterb&b:

 

PARTILHE A SUA HISTÓRIA

Queremos saber tudo sobre as suas aventuras no misterb&b! Partilhe a sua história de viagens/acolhimento connosco e mostre ao mundo inteiro como é que se pode divertir em cada recanto deste planeta! Contacte-nos através de support@misterbandb.com e nós iremos contactá-lo.

SEJA SOCIAL!

Estamos no Instagram, no Facebook e também no Twitter! Siga-nos e partilhe fotos das suas viagens com o misterb&b usando o hashtag #staylikeagaylocal. Nós partilharemos as melhores com a nossa comunidade global de viagens LGBT! 

Propaganda
Propaganda

Vai a Philadelphia? Veja o anúncio de Mike's no misterb&b