Gay Lisboa
gay lisbon

Bairro Alto

As pessoas e atmosfera evocam Madrid, o custo lembra-nos Berlim, a língua portuguesa e o clima quente leva-nos até São Paulo, e os elétricos que percorrem as ruas...

As pessoas e atmosfera evocam Madrid, o custo lembra-nos Berlim, a língua portuguesa e o clima quente leva-nos até São Paulo, e os elétricos que percorrem as ruas inclinadas são dignos de São Francisco . Tudo isto é Lisboa, uma mistura saborosa situada no sudoeste da Europa. 

Lisboa é uma cidade linda, com um encanto pitoresco que se está a tornar popular no meio gay internacional. A maioria dos locais gay estão localizados no Bairro alto ou no Príncipe Real, duas zonas próximas uma da outra no centro histórico de Lisboa. O Bairro Alto é considerado o bairro gay de Lisboa. 

Existe metro, embora não haja muitas linhas para circular, mas facilmente conseguirá chegar aos principais pontos de interesse. Existem muitos autocarros e poderá viajar por toda a cidade. Seja o que for que escolha, não conduza! É extremamente perigoso, e ainda mais se não estiver habituado a conduzir. O que importa saber, é que há táxis de sobra, e baratos!

Para chegar ao Bairro Alto, a melhor maneira é apanhar o ascensor «Elevador da Glória» que parte do centro da cidade (Praça dos Restauradores). Assim que chegar ao cimo, vá ao Miradouro de São Pedro de Alcântara (Rua de São Pedro de Alcântara), que oferece uma vista de cortar a respiração sobre a cidade, incluindo os numerosos monumentos. 

Do lado oposto, fica o Solar do Vinho do Porto (Rua de S. Pedro de Alcântara, 45) situado no magnífico Palácio Ludovice. Vai encontrar uma atmosfera acolhedora e confortável, assim como descobrir diferentes tipos de Vinho do Porto - entusiastas e especialistas em vinhos não ficarão desiludidos.

Passe o dia a fazer compras, já que o Bairro oferece lojas como a Men Spot (Rua São Marçal, 168A), que tem tudo o que necessita para as suas férias lisboetas. Os habitantes locais seguem este horário: o jantar começa às 21:00, chegam aos bares pelas 23:00, e às discotecas pelas 2:00. 

A maioria dos bares gay em Lisboa são pequenos. As ruas estreitas (onde é permitido circular com as bebidas na mão) enchem-se rapidamente e o clima ameno é ideal para ficar cá fora, conversar e fazer novos amigos. A maioria dos bares gay encontra-se na Rua da Barroca ou perto, mas um dos lugares a não perder é o Sétimo Céu (Travessa da Espera, 54), provavelmente, o maior bar gay no Bairro Alto. Ao sair do bar, vire à esquerda e pare na esquina, que é o local de encontro para os tipos mais sensuais da cidade, algo a não perder, ao ar livre. A 10 minutos de distância a pé, fica o Marais Lisboa (Rua Santa Catarina, 28). Apesar de ficar fora da zona gay, convém não perder. 

Quanto a discotecas, o Trumps (Rua da Imprensa Nacional, 104B) é uma das maiores e atrai uma clientela jovem e atual. O Construction (Rua Cecílio de Sousa, 84) atrai uma clientela mais velha e peluda e os seus fãs. O Finalmente (Rua da Palmeira, 38) é um pequeno, mas lendário, bar e é considerado o primeiro bar gay de Lisboa (os espetáculos de transformismo são imperdíveis!).

E finalmente, não se esqueça de visitar a praia da Costa da Caparica, 15 km a sul de Lisboa (n°17 e 19), que é, sem dúvida, uma das mais bonitas praias gay da Europa. 

Ler mais
  • LISBOA  
  • BAIRRO ALTO  
  • PRÍNCIPE REAL  
Fique gay em...
por favor, defina a localização
Propaganda
  • LISBOA  
  • BAIRRO ALTO  
  • PRÍNCIPE REAL  
  • RUA DA BARRACA  
  • SÉTIMO CÉU  
  • MARAIS LISBOA  
  • TRUMPS  
  • FINALMENTE  
  • COSTA DA CAPARICA