abr.
01
2017

Host Story: Ser anfitrião não se trata de ter mais uma almofada, quer dizer que nos interessamos
01 abr. 2017
por Saverio

Host Story: Ser anfitrião não se trata de ter mais uma almofada, quer dizer que nos interessamos

Yoav vive em Tel Aviv há 12 anos e gosta de oferecer um serviço pessoal, afetuoso e atencioso aos viajantes da nossa comunidade. Ele vê-os como novos amigos e isto reflete-se na sua abordagem personalizada. 

“Desde que sou anfitrião, tive a sorte de conhecer muitas pessoas fantásticas com histórias únicas, como aquele hóspede que trabalhava na Walt Disney, um dançarino de ballet que dança na Ópera Francesa, um psicólogo brilhante e sensível que trabalha com casais e muitos outros seres humanos maravilhosos.”

Como é ser anfitrião para a comunidade gay? 

“Eu gosto muito, é fácil, amigável, e uma pessoa sente que partilha a mesma linguagem e, frequentemente, os mesmos tipos de interesses. Os hóspedes gay são descontraídos, sabem o que querem mas nunca irão brigar por isso - sabem como consegui-lo de uma forma amigável. Eles gostam principalmente de bons restaurantes e boas praias. Gostam da vida noturna - embora alguns prefiram umas férias mais relaxadas - mas ao mesmo tempo, gostam de apanhar sol e de conhecer novas pessoas.

Uma vez, recebi um brilhante professor de antropologia, que partilhou comigo a história da transição do seu filho. Foi extremamente interessante: enfrentar os desafios de ser pai e ver como é que ele lidava com isso, de forma tão inteligente e sensível.”

“Não tem a ver com a almofada extra, ou com qualquer outro pedido - é saber que nos preocupamos. Os hóspedes precisam de saber que estamos lá para eles quando precisam. Se não nos preocuparmos com os hóspedes, não devemos ser anfitriões em primeiro lugar. 

Assegure-se sempre de que eles chegam em segurança e dê-lhes tempo para se adaptarem. Mais tarde, irá perceber se são muito independentes e querem ter privacidade. Caso contrário, eu normalmente levo-os ao meu bairro (que tem menos turistas) e começamos por tomar um café.

Durante este tempo, fico a conhecê-los, dou-lhes dicas e conselhos sobre onde ir e o que fazer, que locais são obrigatórios e que locais têm mais reputação do que merecem. Gosto de me assegurar que eles aproveitam ao máximo o seu tempo, e da forma que mais se adequa às suas necessidades pessoais.”

Qual é a melhor memória que tem com um hóspede?

“Um hóspede que depois de estar em Israel pela primeira vez, disse-me que não teria gostado tanto de Tel Aviv se não me tivesse conhecido. Ele comprou-me um pequeno pássaro de porcelana como presente, e eu guardo-o na minha varanda ao pé das plantas e vejo-o todas as manhãs. Desde então, ele volta todos os anos.”

Yoav

 

 

Vai a Tel Aviv? Veja o anúncio de Yoav no misterb&b

 

 

PARTILHE A SUA HISTÓRIA! 

 

Nós estamos ansiosos por ouvir a sua aventura no misterb&b!  Partilhe a sua experiência como viajante ou anfitrião connosco! Diga ao mundo como se pode divertir em todos os recantos deste planeta! Envie um email para support@misterbandb.com

Propaganda
Propaganda