misterb&b Equity Crowdfunding Campaign: $510,000+ Raised Already. Invest Now! (from $100 USD)

[ LEARN MORE ]
Guia de Viagem
Gay New York

New York gay

Ler mais

O corriqueiro turista que posa para “selfies” na Times Square e compra bilhetes para o último espetáculo da Broadway perde uma parte essencial da história e cultura da Big Apple: a Nova Iorque gay. A lendária metrópole queer despertou o movimento de direitos iguais LGBT no final dos anos 60 e ainda continua a alimentar as chamas da nação e do mundo na luta pela igualdade.

Em 1969, a polícia fez uma rusga ao Stonewall Inn, um bar em Greenwhich Village que era frequentado por “drag queens”, prostitutos e membros mais pobres da comunidade LGBT. Um violento motim logo se desencadeou, o que motivou ativismo e protestos por direitos civis durante os dias seguintes, transformando o Village no quartel-general do movimento LGBT para a igualdade de direitos.

Devido ao seu passado lendário, a Nova Iorque gay tem uma das melhores atmosferas sociais LGBT em todo o mundo. E embora Greenwhich Village continue a ser um bairro historicamente gay, muitos migraram para Hell’s Kitchen, que é agora o maior bairro gay em Manhattan e contém a maioria dos bares e clubes queer.

Os bairros gay

Chelsea - a meca gay novaiorquina dos anos 90 - sofreu um êxodo devido à gentrificação, mas ainda sobrevivem alguns bares. Entretanto, East Village há muito que se tornou no enclave alternativo de Manhattan, e ainda tem alguns bares de esquina “anti-establishment”/locais de engate.

Outros bairros gay pujantes estabeleceram-se fora de Manhattan, tal como o Williamsburg e o Bushwick, sobre o East River em Brooklin. E na realidade, tal foi o crescimento da comunidade gay aqui, que esta zona de Nova Iorque já tem a sua própria celebração LGBT anual, o Brooklin Pride.

Essa é apenas uma das atividades gay da Big Apple ao longo do ano. A maior é a New York City Gay Pride Parade, que é celebrada todos os junhos já desde 1970 e que atrai visitantes de todo o mundo.

Escapar da cidade

Depois de tantas festas, acontece frequentemente que precisamos de descansar das próprias férias. Apanhe um bronzeado no Central Park ou no Sheep Meadow, onde os rapazes brincam de tronco nu aos domingos. Para umas braçadas rápidas no mar, existe a praia Riis em Rockaway, Queens, que atrai uma multidão predominantemente gay.

Mas um comboio para Long Island levá-lo-á até Fire Island, o notório destino gay para onde homens gay acorrem durante todo o verão em calções de banho (ou nem isso). Fire Island Pines e Cherry Grove são as duas áreas de Fire Island onde a maioria da comunidade gay vive.

Com a sua rica história e cultura, excelente vida noturna e belas praias, Nova Iorque é realmente um dos melhores destinos para umas férias gay.

Quer promover o seu negócio nos nossos guias?
Confira nosso programa Premium!