Gay Paris
gay paris

Le Marais

Paris está cheia de tesouros, mas o Marais é a joia da Cidade Luz. Estendendo-se pelo 3.º e 4.º bairros, esta zona tornou-se uma das mais populares de Paris. No entanto,...

Paris está cheia de tesouros, mas o Marais é a joia da Cidade Luz. Estendendo-se pelo 3.º e 4.º bairros, esta zona tornou-se uma das mais populares de Paris. No entanto, estava longe de ser uma zona gay quando estabeleceu o seu quartel-general no fim dos anos 70.

Use os transportes públicos, uma vez que as ruas estreitas não são as ideais para a circulação automóvel. Para chegar ao Marais, saia nas estações de metro de Saint-Paul, Hôtel de Ville, Rambuteau ou Arts et Métiers. Não pegue no mapa ou no smartphone, percorra as ruas em paralelo e perca-se sem stress. Deixe-se guiar pela sensação de estar num labirinto e desfrute da arquitetura.

Ao passear pelo Marais, pode pensar que saiu de Paris! O bairro é uma verdadeira lufada de ar fresco, uma fuga da agitação e movimento da cidade. De facto, o Marais tem uma atmosfera cosmopolita palpável. A comunidade gay mistura-se com a comunidade judia, assim como os artistas locais, que também estão presentes em grande número.

 

Compras e cultura no Marais

Se quiser fazer umas compras, até o maior aficionado de moda ficará feliz no Marais. O bairro oferece uma mistura de lojas especializadas, marcas de luxo e lojas económicas. Para os mais exigentes, de certeza que vão encontrar o que procuram na BHV (36 Rue de la Verrerie) onde tudo o que um homem precisa no seu armário se encontra espalhado por quatro andares.

Depois, caminhe até às inúmeras galerias de arte localizadas no Marais. Procura originalidade? Descubra o sugestivo “DSK”, um hambúrguer especial oferecido pelo Tata Burger (54 Rue Sainte-Croix de la Bretonnerie).

Ou, se gostar de ver homens a passar na rua, dirija-se ao Des Gars Dans la Cuisine (72 rue Vieille du Temple, 3ème) onde o Gil e o Jean-Jacques o receberão de braços abertos no seu restaurante. Depois de encher a barriga, termine as suas compras com uma roupa interior sensual na Les Dessous d’Apollon (8 Rue de Moussy). Vai encontrar as suas marcas favoritas, desde Andrew Christian a Garçon Français.

 

Os melhores bares gay em Paris

Agora, está na hora de mergulhar na vida noturna que o Marais tem para oferecer! Para aperitivo, comece num dos muitos wine bars como o Le Barav (6 Rue Charles-François Dupuis). Para continuar a aventura, dirija-se ao Cox, um pilar do Marais, ou ao Open Café pela sua “happy hour”. Só não esteja à espera de encontrar um lugar no terraço apinhado.

Continue para o Raidd Bar (23 Rue du Temple), onde o chuveiro e os seus dançarinos têm uma certa reputação. Para o derradeiro deleite visual, vá a uma quinta-feira, quando os rapazes mantêm a roupa interior molhada toda a noite. No entanto, tenha cuidado, só pode tocar com os olhos! Se a sua cena é cantar, dirija-se ao L’Enchanteur (15 Rue Michel le Comte) para uma noite de karaoke.

Depois de recuperar da noitada, vá ao Marché des Enfants Rouges (Rue de Bretagne), o mercado de comida ao ar livre mais antigo de Paris. Agora está na hora do “brunch”, uma atividade popular entre os parisienses.

O L’Estaminet des Enfants Rouges (39 Rue de Bretagne), no meio do mercado, vai dar-lhe a impressão de estar numa pequena aldeia, uma verdadeira mudança de cenário. Se o ambiente for demasiado hipster, tem o Dôme du Marais (53 bis Rue des Francs-Bourgeois), conhecido pela sua fantástica decoração, ou o Who’s (14 Rue Saint-Merri).

Para acabar a semana com uma nota cultural, o Museu Nacional Picasso contém mais de 5000 obras do artista. Visite também a Place des Vosges, com os seus jardins viçosos e esculpidos que atraem multidões nos dias de sol. Tire a camisola, durma uma sesta e recarregue energias para a noite.

Ler mais
  • COMERCIAL E JOVEM
  • PROFISSIONAIS
  • CHIQUE
Propaganda
  • COMERCIAL E JOVEM
  • PROFISSIONAIS
  • CHIQUE
  • ESTUDANTES
  • VIBRANTE
  • PARAÍSO PARA COMPRAS
  • BOÉMIA
  • FÁCIL ACESSO
  • ARTÍSTICA
  • LUXUOSA
  • CARA
  • HISTÓRICA
  • EM VOGA